Buscar
  • CertiRio

Certificado Digital vai impedir fraudes nas bombas de combustível

Imagine a seguinte situação: você para seu veículo em um posto de combustível, pede para o frentista colocar 50 litros de gasolina no tanque e paga o exato valor cobrado por essa quantidade. Em seguida, vê a bomba marcar 50 litros, agradece e vai embora com a certeza de que recebeu exatamente aquilo pelo qual pagou. No entanto, a realidade é bem diferente. Pela bomba passaram apenas 40 litros, 80% do que foi solicitado, e você nem percebeu. Ou seja, você acabou de ser vítima de uma fraude e perdeu mais de R$ 60 sem perceber. Uma situação revoltante, que causa um prejuízo anual superior a R$ 20 bilhões. Porém, isso está com os dias contados. Entenda neste texto da CertiRio como o Certificado Digital vai impedir fraudes nas bombas de combustível e evitar que você e outras milhões de pessoas em todo o Brasil sejam lesadas.


O QUE É O CERTIFICADO DIGITAL?


Antes de explicarmos como o Certificado Digital vai impedir fraudes nas bombas de combustível, vamos entender o que é o Certificado Digital. Afinal, isso vai ajudar bastante na compreensão.


Como já vimos aqui, o Certificado Digital é um documento eletrônico que contém informações de identificação de uma pessoa, uma empresa, uma instituição na internet ou – importante para a compreensão deste texto – uma máquina. Sim, uma máquina! Essas informações de identificação são comprovadas com total autenticidade, integridade, confiabilidade e validade jurídica, sendo invioláveis. Ou seja, cada Certificado Digital é único e gera uma Assinatura Digital igualmente única, inclusive de uma máquina.


COMO OCORRE A FRAUDE NAS BOMBAS DE COMBUSTÍVEL?


Antes de qualquer coisa, é importante frisarmos que nem todos os donos de postos de combustíveis cometem fraudes. Portanto, você não precisa achar que todos os postos de combustíveis são seus inimigos e estão te dando um golpe. Nada disso. Porém, há aqueles que querem sempre levar vantagem, e é justamente contra esses que o Certificado Digital vai agir para impedir fraudes nas bombas de combustível.


O golpe funciona assim: a medição na bomba de combustível é realizada de forma mecânica. Um medidor – conhecido como pulser – se move conforme o combustível passa, indicando a quantidade. Porém, você, o consumidor, vê a informação da quantidade de forma digital na máquina. É justamente aí que ocorre a fraude. Como? Um chip adulterado é colocado na placa-mãe da máquina para que a quantidade marcada pelo pulser seja distorcida para cima ao ser exibida para você na bomba. Por exemplo, se passaram 40 litros pela bomba, o chip adulterado indica na máquina que foram 50 litros. Revoltante, não?


COMO O CERTIFICADO DIGITAL VAI IMPEDIR A FRAUDE?


Para dar um fim a esse crime contra o consumidor, o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) desenvolveu uma parceria com o Instituto Tecnológico da Informação (ITI) para que as bombas de combustível passem a ter Certificado Digital e emitam Assinaturas Digitais. A medida passará a valer a partir de 1º de julho de 2022 e terá 15 anos para ser integralmente implantada.


Funcionará assim: um Certificado Digital do tipo OM-BR – específico para Objetos Metrológicos – será instalado nas bombas de combustível para garantir a integridade e a autenticidade das informações indicadas em relação à quantidade entregue de fato ao consumidor. Para isso, a Assinatura Digital será feita no pulser, por meio de um chip, gerando total credibilidade. Com isso, o Certificado Digital vai impedir fraudes nas bombas de combustível, tornando-as impossíveis.


E TEM MAIS!


Para completar, as novas bombas de combustível vão se comunicar com o consumidor por meio dessa tecnologia. Assim, ele poderá acompanhar diretamente celular – por meio de um aplicativo – a quantidade de combustível colocada em seu veículo, assim como verificá-la visualmente na própria bomba. Dessa forma, os resultados deverão ser idênticos.


Portanto, abastecer o veículo em bombas de combustível com Certificados Digitais será uma excelente opção a partir do segundo semestre de 2022. E quanto mais isso for feito, mais acelerado vai ser o processo de implantação dessa nova tecnologia por parte dos donos de postos. É o Certificado Digital a serviço da verdade para impedir fraudes nas bombas de combustível. A CertiRio apoia isso!


9 visualizações0 comentário